terça-feira, 23 de maio de 2017

O mercado caro das obras de arte



Quase todo mundo já se fez essa pergunta, várias pinturas e outras obras de artes visuais são leiloadas todos os anos alcançando valores inacreditáveis, como o quadro de Mark Rothko, que foi arrematado por US$ 72 milhões, quase R$ 144 milhões em 2007.


Foi o maior valor já oferecido por uma obra de arte deste pintor.
Mas, como explicar um valor tão alto por uma obra de arte? Parece estranho, mas apenas à primeira vista, porque o mercado possui regras que explicam o alto valor das obras.
O valor, no entanto, tem pouca relação com a complexidade da obra. Também é preciso entender que as cifras não remetem muito à habilidade do artista. O inglês Damien Hirst, por exemplo, delega a produção de seus famosos quadros de bolinhas a assistentes, que são instruídos sobre as cores e a ordem dos círculos. Mesmo assim, uma obra dessas já foi vendida a R$ 1,3 milhão. Tão pouco importa o valor dos materiais que o artista usou. Basta olhar (ou cheirar) as criações do inglês Chris Ofili, feitas com esterco de elefante (e vendidas por mais de R$ 5 milhões).
O principal critério é o renome do artista, a marca que sua assinatura atribui ao quadro. Para entender, pense que quando compra cafés Starbucks, você não adquire apenas um um copo de bebida, mas a inclusão em um grupo e o reconhecimento dos integrantes deste círculo.
Conheça o melhor de quadros decorativos
O mesmo vale para os grandes consumidores do mercado de arte. Com a diferença de que eles possuem milhões para gastar. E que as marcas que eles consomem – um Koons, um Hirst ou um Ofili – ficam penduradas na parede.
Quando um artista se torna uma marca, o mercado tende a aceitar como legítima qualquer coisa que ele apresente. Isso explica o fato de uma escultura de Michael Jackson custar mais de R$ 11 milhões. Ela pode até não ser das mais agradáveis de ter na sala, mas tem a marca do cantor.
Ou seja no fim das contas o mercado é arte como muitos outros é uma compra de poder e status.

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Semente de Noz da ìndia vira grande oportunidade de negócios

 

 A Noz da ìndia vira uma grande oportunidade de negócios, confira os benefícios e onde ter acesso ao produto.

 

A noz da Índia consiste na semente do fruto da árvore Nogueira-de-Iguape, a conhecida Semente da Índia. Ela foi trazida da Indonésia e tornou-se conhecida no Brasil especialmente devido à crença de que ajudaria na perda de peso. Também há quem acredite em seus efeitos terapêuticos contra a febre, inflamações, asma e outros problemas. 

conheça também  insumos de café




Noz da Índia emagrece?

Apesar da forte crença popular de que a noz da Índia contribui para o emagrecimento, ainda não existe nenhum estudo que comprove este benefício. Portanto, até o momento a resposta é: a noz da Índia não ajuda a emagrecer. 



Composição da noz da Índia
Os compostos da noz da Índia são Moretenone, moretenol, alpha-amirina e beta-sitosterol. Estudos recentes apontam indicaram que vários extratos de noz da Índia apresentam atividade antibacteriana de acordo com a Universidade Federal de Santa Catarina. 

Benefícios da noz da Índia
Efeito laxativo: Pesquisas concluíram que a noz da Índia tem um efeito laxativo e pode contribuir para a melhora do trânsito intestinal. 
Veja onde encontrar Atacado Semente da Índia
Benefícios em estudo da noz da Índia
Controla o colesterol: Um estudo realizado em ratos observou que o consumo de noz da Índia contribui para o controle dos níveis de colesterol e suas frações. Este benefício ocorreria devido à inibição da biossíntese de colesterol hepático, a síntese de colesterol pelo fígado e também pela menor absorção intestinal de gorduras.
Ação anti-inflamatória e analgésica: Outra pesquisa também realizada em ratos concluiu que a noz da Índia conta com ações anti-inflamatórias e analgésicas. 

Quantidade recomendada
Não há uma quantidade recomendada sobre o quanto ingerir de noz da Índia. Porém, saiba que nos estudos com animais a quantidade utilizada é 300 ml por quilo de peso. 
Veja onde encontrar 
Atacado Semente da Índia

Como consumir
A noz da Índia pode ser ingerida em pó ou como um chá. 

Contraindicações
Ainda não há contraindicações sobre o consumo da noz da Índia. Contudo, muitos especialistas argumentam que como ainda não há muitos estudos que comprovem os benefícios deste alimento, não é interessante consumir.  

Cuidados ao consumir
O principal cuidado ao consumir a noz da Índia é não confundi-la com o chapéu de napoleão. Este outro alimento tem efeito tóxico porque conta com grandes concentrações de glicosídeos cardiotônicos que afetam a saúde. Como os dois são muito semelhantes, a melhor maneira de não confundir é adquirir a noz da Índia de procedência confiável.
Você pode comprar agora Comprar Semente da Índia em fornecedores confiáveis 
Fonte: Minha Vida, escrita por Bruna Stuppiello

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Ideias para ganhar dinheiro: 3 dicas para você pensar antes de escolher o seu negócio

Uma das etapas mais difíceis de quem está buscando iniciar um novo e lucrativo negócio é definir em qual mercado irá atuar. As opções são muitas, a insegurança também e fica complica saber onde procurar ideias para ganhar dinheiro, afinal, existem muitas promessas e poucas certezas nesse ramo. Mas, com muito trabalho, esforço, pesquisa e conhecimento, é possível desenvolver uma atividade que renderá o sustento para você e ainda lhe dará prazer.

1 - Defina o nicho do seu negócio
Na hora de pesquisar e refletir possíveis ideias para ganhar dinheiro desenvolvendo seu lado empreendedor, é importante escolher bem o nicho do seu negócio. A escolha vai depender de sua possibilidade de planejamento e condução dele, bem como suas possibilidades financeiras e recursos que você precisará dispender para torná-lo rentável.

2- Conheça seu público-alvo
E para você alcançar uma ideia de sucesso, é necessário muito estudo sobre a área desejada, bem como seu público. Isso possibilitará que tipo de trabalho você deverá desenvolver e qual estratégia para atrair as pessoas e torna-las clientes.
Uma dica: mesmo que haja outros negócios semelhantes ao que você deseja implantar na sua região, não desanime, pois você poderá explorar quais necessidades estão sendo atendidas e quais faltam e se especializar para oferecer um serviço/produto melhor que os concorrentes.

3 - Estime seus gastos e lucros
E não esqueça de ter um controle financeiro para o seu negócio. Preencha uma planilha do Excel ou do Google Docs com os gastos com pessoal, material e publicidade, além de estimar as possibilidades de lucro e de investimento que você prevê. Mesmo que o negócio não esteja instaurado, esse exercício poderá ajudar a se organizar melhor financeiramente.

Melhor empresa de empresa de contabilidade

Opções de negócios para o momento
Por fim, sugerimos a seguir algumas sugestões de negócios que estão em alta no momento. Por exemplo, atuar no âmbito digital pode oferecer um retorno lucrativo para você. É o caso do vendedor online, que usará sites, e-mail e redes sociais para vender determinado produto ou serviço e receber comissão por cada negócio fechado.


Outra opção em ascensão é de pontos de fast food, pois os food trucks seguem em alta, assim como as pequenas lojas e empresas. Outro trabalho sempre em voga é o de cabeleireiro, que você pode desenvolver até mesmo em casa. Organização de eventos e festas também pode ser um caminho, com você sendo responsável pela organização, pesquisa e contratação de tudo que envolve esse trabalho.
Mesmo as franquias podem ser uma boa possibilidade, pois há versões mais simples e baratas, algumas até mesmo online, que você pode começar com quase nada e ter bons lucros em pouco tempo. A vantagem é que a detentora da marca já tem todo o modelo de negócio. Você já saberá seu público-alvo, quanto deverá ser investido e o que vender.
Se quiser conhecer mais ideias de negócios lucrativos, acesse: http://carreiraeempreendedorismo.com/ideias-negocios-lucrativos


segunda-feira, 1 de maio de 2017

Jovens hoteleiros conseguem boa posição no mercado

O Hoteleiro trabalha com a operação e administração de hotéis, pousadas,  resorts, SPAs e estabelecimentos similares. Também pode atuar com promoção de eventos, hotelaria hospitalar, atenção ao cliente em shopping centers e consultoria em projetos.


O crescimento da atividade turística e a realização de grandes eventos internacionais no Brasil mantêm a profissão de Hoteleiro em alta. Há empregos em praticamente todas as regiões do País, impulsionados também por fatores como a expansão da rede de hotéis, o aumento da malha de transporte aéreo e a exploração de novas atividades de lazer, o jovem segundo pesquisas tem sido grande percursor nessa profissão .

"Frederico já trabalhou em 2 hoteis em poços de caldas, e hoje trocou de emprego prestando consultoria em hotelaria em hoteis em campos de jordao, onde tem uma venda fixa de 6700 reais , com apenas 23 anos de idade."